SOBRE O CONCEITO DE PÂNICO MORAL

ON THE CONCEPT OF MORAL PANIC

  • David Garland Universidade de Nova Iorque

Resumo

O artigo desenvolve uma análise crítica do conceito de pânico moral e suas aplicações sociológicas. Demonstrando que parte da sutileza e da força do conceito se perdeu no momento em que o termo se tornou popular, o artigo coloca em primeiro plano os aspectos freudianos e durkheimianos, detalhando as questões éticas e epistemológicas envolvidas em seu uso. Contrastando as dinâmicas dos pânicos morais com as dinâmicas das guerras culturais, o autor mostra que ambos os fenômenos envolvem relações de grupo e competições de status, apesar de cada um exibir caracteristicamente diferentes estruturas. A parte final conclui situando os “pânicos morais” dentro de uma tipologia mais abrangente de conceitos utilizada na sociologia da reação social.

Publicado
2019-06-30
Como Citar
GARLAND, David. SOBRE O CONCEITO DE PÂNICO MORAL. DELICTAE: Revista de Estudos Interdisciplinares sobre o Delito, [S.l.], v. 4, n. 6, p. 36-78, jun. 2019. ISSN 2526-5180. Disponível em: <http://delictae.com.br/index.php/revista/article/view/90>. Acesso em: 15 set. 2019. doi: https://doi.org/10.24861/2526-5180.v4i6.90.